rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Eritreia África Etiópia

Publicado a • Modificado a

Etiópia e Eritreia envolvidas em confrontos

media
Militares eritreus na fronteira com a Etiópia em 2005. MARCO LONGARI / AFP

Combates fronteiriços têm oposto desde este fim-de-semana a Etiópia à Eritreia, Addis Abeba tendo evocado "um número importante de vítimas dos dois lados, mas mais do lado eritreu". A Etiópia acusa pela mesma ocasião a Eritreia de estar na origem das hostilidades.  


De acordo com o governo etíope para quem estes combates têm sido "os mais graves" dos últimos anos, "as forças da Eritreia começaram a atirar obuses contra as suas posições, designadamente contra ambulâncias, as forças etíopes tendo em seguida ripostado", afirmou ainda o executivo de Addis Abeba. Estas declarações surgem depois da Eritreia ter por seu turno igualmente acusado a Etiópia de ter começado os combates.

A zona fronteiriça entre estes dois países tem sido um foco permanente de confrontos periódicos. A Eritreia que se tornou independente da Etiópia em 1991, após 3 décadas de guerra, permaneceu sempre o grande inimigo do seu vizinho, uma nova guerra entre os dois países tendo causado a morte de mais de 70 mil pessoas entre 1998 e 2000. Desde então e apesar do calar das armas, subsistem motivos de discórdia, como a cidade de Badme atribuída à Eritreia mas que continua a ser ocupada pela Etiópia, os dois rivais acusando-se também mutuamente de apoiar os movimentos rebeldes do campo adverso.