rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

África África do Sul África Lusófona Moçambique

Publicado a • Modificado a

Presidentes moçambicano e sul-africano recordam Samora Machel

media
Memorial de Samora Machel em Mbuzini, África do Sul João Athayde/Panoramio

Os presidentes sul-africano, Jacob Zuma, e moçambicano, Armando Guebuza, recordaram nesta segunda-feira em Mbuzini o primeiro chefe de Estado de Moçambique morto num acidente aéro naquela localidade há 25 anos atrás. 


Foi a 19 de Outubro de 1986 que o avião de Samora Machel, primeiro presidente de Moçambique, se despenhou em Mbuzini, na África do Sul.

Para além do emblemático lider moçambicano morreram outros 33 membros da sua comitiva em circunstâncias ainda por esclarecer.

Armando Guebuza, falando em Mbuzini onde caíu o Tupolev, referiu-se a um assassínio orquestrado pelo regime sul-africano do apartheid.

Já o seu anfitrião, Jacob Zuma, descreveu um "incidente misterioso" numa cerimónia presenciada por milhares de pessoas, nomeadamente moçambicanos.

Nesta terça-feira tem lugar em Maputo uma conferência sobre o pai da independência moçambicana na presença do seu sucessor, Joaquim Chissano, e do actual presidente, Armando Guebuza.

Já na quarta-feira será inaugurada em Maputo uma estátua de Samora Machel, evento que poderá contar com a presença dos presidentes do Zimbabwé, Malawi, Tanzânia, Botswana e Brasil. 

João de Sousa, correspondente em Pretória, dá-nos conta das cerimónias que decorreram na África do Sul.

Correspondência de João de Sousa 17/10/2011 ouvir