rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

África Andry Rajoelina Crise política Madagascar SADC

Publicado a • Modificado a

Roteiro para sair da crise assinado em Julho

media
Marc Ravalomanana, antigo presidente de Madagáscar Reuters / Mike Hutchings

O roteiro para terminar com a crise politica em Madagáscar será assinado no final de Julho, depois do mesmo ser submetido ao Conselho de Paz e Segurança da União Africana, dia 6 de Julho, e ao Grupo de Contacto Internacional sobre Madagáscar, dia 7 de Julho.

 


Leonardo Simão, mediador da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), deixou esta Quarta-feira Madagáscar, depois de uma semana de visita.

Leonardo Simão explicou às diferentes partes a polémica emenda feita pela SADC ao roteiro, discutido recentemente numa cimeira na África do Sul.

De acordo com essa emenda, as autoridades de transição devem criar assim que possível as condições necessárias para o regresso de todos os cidadãos malgaxes no exílio, por razões políticas, incluindo Marc
Ravalomanana.

O antigo presidente Ravalomanana tem vivido na África do Sul, exilado, desde Março de 2009, quando foi afastado pelo actual presidente de transição Andry Rajoelina.

O documento pede às autoridades que garantam a liberdade política de todos os cidadãos malgaxes no processo de transição, levando à realização de eleições livres, justas e credíveis.

Madagáscar está mergulhado numa grave crise política e económica desde o início de 2009, mas com os avanços das negiociações , Leonardo Simão mostra-se optimista.

Leonardo Simão, mediador para Madagáscar, entrevistado por Miguel Martins 29/06/2011 ouvir