rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Criança Adolescente Senegal

Publicado a • Modificado a

Rapazes vítimas de maus tratos nas escolas corânicas do Senegal.

media
Os talibés mendigando nas ruas do Senegal. www.hrw.org/fr/Thomas Lekfeldt

O Senegal assinalou a 20 de Abril o dia nacional dos Talibés.

Segundo o último relatório da organização não governamental Human Rigths Watch (HRW), de 15 de Abril, milhares de crianças senegalesas residentes nas escolas corânicas, as chamadas madrassas, são sujeitas a severos maus tratos. Os marabouts, professores daquelas escolas, forçam os rapazes a mendigar e sujeitam-nos a vários castigos corporais.

 


Os rapazes talibés são crianças oriundas de famílias pobres do Senegal e da vizinha Guiné-Bissau, têm entre quatro e doze anos, chegam todos os anos às escolas corânicas no Senegal onde são frequentemente vítimas de maus tratos. Estudam em regime de internato nas escolas corânicas, as chamadas madrassas.

As madrassas são escolas geridas pelos marabouts, professores e, ao mesmo tempo, os responsáveis pela educação moral e religiosa das crianças. Os marabouts , são pessoas com uma elevada reputação social no Senegal, a quem as famílias carenciadas confiam a educação dos seus filhos. Mas, em vez de lhes ser dada educação, as crianças são obrigadas a mendigar pelas ruas senegalesas e são ainda vítimas de graves maus-tratos, vivendo em situações muito próximas da escravatura.

Segundo Georgette Gagnon, diretor da Human Rights em África , milhões de dólares provenientes de organizações humanitárias e governamentais chegam ao Senegal para ajudar os meninos talibés mas, o número de crianças forçadas a mendigar continua a aumentar”, constata Gagnon, para quem “o abuso das crianças só terá fim quando o governo senegales começar a punir os marabouts”, conclui.

O governo senegalês criou uma lei em 2005 que visa punir o abuso de crianças com vista a proveito próprio. Contudo, as autoridades não têm tomado medidas no que toca à implementação da lei. Até ao momento, nenhum marabout prestou contas em relação aos crimes cometidos contra as crianças talibés.

Ouça a entrevista de Jean-Marie Fardeau com Ana Raquel Melo que começa por descrever o fenómeno das crianças talibés.

Jean-Marie Fardeau, director do escritório da HRW, em Paris 21/04/2010 ouvir