rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Governo Cabo Verde Pensão Social África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Pensão social aumenta em Cabo Verde

media
Ulisses Correia e Silva, Primeiro-ministro de Cabo Verde. RFI/NeidyRibeiro

Em Cabo Verde, o Governo aumentou o valor da pensão social em 20% e a assistência medicamentosa a pensionistas em 50%. Estes valores começam a ser pagos neste mês de Janeiro.


A partir deste mês de Janeiro,o valor da pensão social aumenta para seis mil escudos, cerca de 55 euros, um acréscimo de 20 por cento. O novo montante disponibilizado pelo Governo é pago as crianças com deficiência, doença crónica ou incapacidade, aos adultos que sofram de incapacidade permanente para exercício de qualquer actividade geradora de rendimento, bem como aos idosos.

Apesar de considerar que o aumento do valor da pensão social podia ser maior, o presidente da Associação Cabo-verdiana para Apoio à Terceira Idade, Jorge Maia, em declarações à televisão pública, afirmou que os idosos vão sentir-se satisfeitos com a subida do valor da pensão social.

Vinte e duas mil e 365 pessoas beneficiam actualmente da pensão social em todo o país, sendo que em 2018 foram integrados mil 761 novos beneficiários. Para este ano a previsão do governo é atingir a meta de 23 mil pensionistas.

O Ministério da Família e Inclusão Social, aumentou o tecto disponibilizado, através do Fundo Mutualista, para aquisição de medicamentos nas farmácias privadas em 50%, passando de 2.500 para 3.750 escudos, cerca de 35 euros.

De acordo com o governo, o aumento visa atender às dificuldades enfrentadas pelos pensionistas no acesso à assistência medicamentosa.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Odair Santos.

Correspondência de Cabo Verde 12/01/2019 ouvir