rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Turquia Estados Unidos taxas alfandegárias Donald Trump Recep Tayyip Erdogan

Publicado a • Modificado a

Retaliação americana após novas taxas turcas

media
Donald Trump , Presidente dos Estados Unidos de América. REUTERS/Kevin Lamarque

No âmbito do braço de ferro entre Washington e Ancara, os Estados Unidos anunciaram na quinta-feira que aplicarão novas sanções a Turquia, se este país não libertar o pastor americano Andrew Brunson. Brunson está em prisão domiciliar na Turquia, acusado de ter ligações com Fethullah Güllen, um teólogo turco ,residente nos Estados Unidos.


Fetullah Güllen é tido pelas autoridades de Ancara como o mentor do abortado golpe de Estado na Turquia, em Julho de 2016.

O ministro das Finanças americano Steve Mnuchin anunciou que os Estados Unidos poderão aplicar novas sanções económicas a Turquia, se este país não libertar o pastor Andrew Brunson.

Complementado o anúncio de Mnuchin,que exigiu a libertação imediata de Brunson actualmente sob prisão domiciliária,o Presidente Donald Trump afirmou que a Turquia não tem sido um bom amigo para os Estados Unidos. Trump realçou que Andrew Brunson é inocente.

A ameaça de Steve Mnuchin,ocorre num momento em que Turquia tenta reequilibrar a sua lira e a economia, a fim de tranquilizar os investidores potenciais.

O ministro das Finanças turco, Beirat Albayrak, dirigiu-se por video-conferência a centenas de investidores dos Estados Unidos, Europa e Ásia, para que estes contribuam ajudem a acalmar os mercados.

Como resposta ao aumento das tarifas alfandegárias sobre o aço e alumínio turcos pelos Estados Unidos, a Turquia adoptou a reciprocidade para os produtos americanos.

O impasse diplomático entre os Estados Unidos e a Turquia em redor de Andrew Bunson está na origem da desvalorização da lira turca, no decurso dos últimos dias.

A Turquia comunicou nesta sexta-feira que responderá as sanções americanas, e um tribunal de Istanbul rejeitou pela terceira vez o pedido de libertação de Andrew Brunson.