rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Eritreia Etiópia Presidente Isaias Afwerki Abiy Ahmed Acordo de Argel

Publicado a • Modificado a

Presidente Afwerki em Addis Abeba

media
O Presidente da Eritreia Isaias Afwerki. madote.com

Depois da recente visita do Primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed a Asmara, foi a vez do Presidente eritreano Isaiaas Afwerki desclocar-se à Addis Abeba ,no âmbito do processo de reconciliação entre a Etiópia e a Eritreia, dois países que estavam em guerra desde há duas décadas. Concluir uma paz efectiva é,segundo os dirigentes dos dois Estados,o principal objectivo.


Numa visita qualificada de histórica à Addis Abeba, o Presidente eritreano Isaias Afwerki reiterou a sua vontade de consolidar a paz entre o seu país e a Etiópia, que decidiram recentemente pôr termo a um conflito de 20 anos. Afwerki deslocou-se à Etiópia,cinco dias após ter acolhido em Asmara o Primeiro-ministro etíope Abiy Ahmed.

Afwerki,cuja Eritreia era uma componente da Etiópia, sublinhou perante Ahmed, que de agora em diante, o seu país e a Etiópia serão unidos como um único Estado.Abiy Ahmed realçou que o povo etíope tinha um muito respeito e carinho por Isaias Afwerki.

Antiga província etíope a Eritreia, está situada na costa do Mar Vermelho e tornou-se independente em 1993,após décadas de um conflito sangrento entre as forças da Etiópia e militantes eritreanos.

A independência da Eritreia transformou a Etiópia num país sem saída para o litoral e a posterior degradação das relações entre Addis Abeba e Asmara resultou em 1998, numa guerra fraticida devido à uma disputa fronteiriça.

O conflito que provocou 80.000 mortos terminou militarmente com a assinatura do Acordo de paz de Argel em 2000, mas prosseguiu como uma guerra fria.

Há um mês,o Primeiro-ministro Abiy Ahmed, anunciou que a Etiópia tinha decidido respeitar a resolução de 2002 da ONU e por isso punha termo as suas reivendicações fronteiriças,incluindo a cidade de Badme,ponto de partida da guerra entre os dois países.

Na segunda-feira,dia 9 de Julho,o Primeiro-ministro etíope Abiy Ahmed e o Presidente Isaias Afwerki assinaram em Asmara a declaração que pôs oficialmente fim ao conflito entre a Etiópia e a Eritreia.

A visita do Presidente Afwerki à Etiópia durará três dias e segundo observadores confirma a vontade dos dirigentes eritreanos e etíopes de encetar, uma nova era nas relações entre os dois Estados.