rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

França Festa Emmanuel Macron Singapura Japão

Publicado a • Modificado a

França celebra 14 de Julho

media
O Presidente Emmanuel Macron, na avenida Champs Elysées,passa em revista o 1° regimento de infantaria da Guarda Republicana francesa , no início do desfile militar destinado a celebrar o 14 de Julho, dia da Festa Nacional de França. Paris 14 07 2018 PHILIPPE WOJAZER / POOL / AFP

Com em pano de fundo o tradicional desfile militar, o Presidente Emmanuel Macron celebrou na avenida Champs-Elysées (Campos Elísios) o início das festividades do 14 de Julho, dia da Festa Nacional da França também conhecido pelo nome de Dia da Bastilha. Doze mil membros das forças de segurança foram mobilizados em Paris e na sua região durante as festividades.


Quatro mil e duzentos e noventa militares, 220 veículos, 250 cavalos,64 caças bombardeiros e 30 helicópteros participaram este sábado no tradicional desfile militar do 14 de Julho,dia da Festa Nacional de França,durante o qual, o Presidente Emmanuel Macron efectuou uma parte do percurso a pé.

Milhares de turistas assistiram ao desfile, cujo tema este ano, foi a Fraternidade de Armas.

Militares singapurianos e japoneses,membros da guarda nacional espanhola, veículos blindados belgas,assim como um avião de transporte militar alemão, o Airbus A400M participaram na parada militar que decorreu na avenida parisiense Champs-Elysées(Campos Elísios) entre o monumento Arco do Triunfo e a Praça da Concórdia(Place de la Concorde).

Os convidados de honra a cerimónia foram o Primeiro-ministro de Singapura Hsien Loong e o ministro dos negócios estrangeiros japonês Taro Kono.

De acordo com o chefe do estado-maior das Forças Armadas de França, general François Le Cointre declarou que o desfile do 14 de Julho é uma demonstração de força controlada .

Com o objectivo de garantir a segurança das festividades em todo o território nacional no decurso do fim de semana, o governo francês mobilizou 110.000 polícias e agentes das forças de segurança.

O dispositivo de segurança abrange as chamadas fan zones onde milhares de pessoas irão assistir ,através de telas gigantes, a final do Mundial de Futebol 2018,a ser disputada domingo em Moscovo,entre a França e a Croácia.