rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Israel Irão acordo nuclear Estados Unidos Donald Trump

Publicado a • Modificado a

Israel espera retirada de Estados Unidos de acordo com Irão

media
O Primeiro-ministro de Israel, Benyamin Netanyahu . Jerusalém 02 de Abril de 2018 Menahem KAHANA / AF

Com a data-limite do dia 12 de Maio para a retirada ou não, dos Estados Unidos, do acordo sobre o programa nuclear do Irão, Israel que tem pressionado a administração Trump para não aceitar os termos do documento, comunicou domingo que Washington ainda não confirmou a sua decisão. Em Teerão, as autoridades iranianas reafirmaram que os Estados Unidos vão arrepender-se, em caso de Donald Trump retirar o seu país do acordo assinado em Julho de 2015, sob a égide da Agência Internacional de Energia Atómica.


Segundo um dirigente israelita,os Estados Unidos ainda não confirmaram se vão ou não retirar-se do acordo sobre o programa nuclear iraniano, cujos termos são rejeitados tanto pelo governo de Israel como pela administração Trump.

Recentemente o Primeiro-ministro de Israel, Benyamin Netanyahu afirmou que o Estado hebreu possuía documentos atestando a vontade do Irão de fabricar uma bomba atómica.

Peritos da Agência Internacional de Energia Atómica consideraram que os documentos em questão datavam de 2003 e não correspondiam aos objectivos actuais do programa nuclear iraniano.

Tanto peritos como analistas prevêm a retirada de Washington do acordo nuclear com o Irão e interrogam-se sobre uma eventual cumplicidade dos Estados Unidos na apresentação efectuada no dia 30 de Abril por Benyamin Netanyahu, sobre a alegada vontade de Teerão de fabricar uma bomba atómica.

O Irão informou que os Estados Unidos arrepender-se-ão, se no dia 12 de Maio se retirarem do acordo, assinado a 14 de Julho de 2015 em Viena e do qual são signatários igualmente a França,a Grã-Bretanha, a Rússia e a China,bem como a União Europeia.