rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Moçambique Caça Maputo Governador furtiva

Publicado a • Modificado a

Moçambique: governador de Maputo denuncia consequências de caça furtiva

media
Um rinoceronte do Kruger National Park, na África do Sul .Março 2015 AFP PHOTO/STEFAN HEUNIS

O governador da da província de Maputo, Raimundo Diomba denuncia o silêncio das autoridades locais perante as acções de caça furtiva levadas a cabo por cidadãos moçambicanos no parque nacional do Kruger Park,na África do Sul . Diomba chamou a atenção para as mortes por bala de moçambicanos envolvidos nessa actividade ilegal, resultantes da reacção da polícia sul-africana.


A caça furtiva efectuada por cidadaõs moçambicanos no krueger National Park na África do Sul provocou já este ano a morte de três jovens, de acordo com números oficiais, alvejados pela polícia do país vizinho , segundo o governador da Província de Maputo, Raimundo Diomba.

O governante criticou o silêncio das autoridades locais, se atendermos que dados, não oficiais, revelam que foram seis os moçambicanos mortos pela polícia sul-africana só no corrente ano de 2018.

O governador da Provincia de Maputo, Raimundo Diomba exige das autoridades locais acções energéticas para desencorajar a caça furtiva.

A Administração Nacional de Gestão das Áreas de Conservação(ANAC) de Moçambique admitiu recentemente que o seu país tinha a reputação de não combater firmamente a caça furtiva, visando a captura de animais para a extracção de troféus.

Correspondência Orfeu Lisboa. Maputo 08.04.2018 08/04/2018 ouvir