rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Israel Síria Irão Benjamin Netanyahu Hezbollah

Publicado a • Modificado a

Israel vai manter estratégia na Síria

media
O Primeiro-ministro de Israel, Benyamin Netanyahu. 29 de Janeiro de 2018 REUTERS/Maxim Shemetov

Segundo o Primeiro-ministro Benyamin Netanyahu, Israel tenciona prosseguir os seus ataques aéres na Síria não obstante a perda de um bombardeiro F-16, abatido por um míssil sírio, no sábado. Em resposta a destruição do seu avião militar, do qual os dois pilotos ficaram gravmente feridos, Israel, bombardeou posições do exército sírio e dos seus aliados pró-iranianos, entre as quai os sistemas de defesa anti-aéreo.


Depois da destruição do caça israelita e da resposta de Israel, os protagonistas do confronto, afirmam querer evitar uma escalada militar. A calma voltou à região, mas o Primeiro-ministro Benyamin Netanyhau, assegurou durante o conselho de ministros, neste domingo, que apesar do avião abatido Israel não tencionava mudar de estratégia no tocante à Síria,

O governo israelita deseja impedir a implantação,a longo prazo, do Irão na Síria,bem como o fornecimento de armas sofisticadas ao Hezbollah libanês , aliado do Presidente sírio, Bashar al-Assad e de Teerão.Segundo Benyamin Netanyahu,depois da queda do bombardeiro, Israel infligiu duros golpes as forças iranianas e sírias.

O chefe do estado-maior das forças armadas de Israel, general Ammon Ein Dar, contestou a tese segundo a qual, o Tsahal sofreu um revés estratégico, ao afirmar à Rádio militar,que o bombardeamento de represálias à destruição do avião israelita, fora o ataque mais importante contra os sistemas de defesa sírios , desde a operação Paz na Galileia em 1982.

Desde a referida operação militar,que Israel não tinha perdido um único avião.Em Damasco, o jornal Al-Watan, próximo do governo, afirmou domingo que a destruição do F-16,enterrava o mito da superioridade aérea israelita na região.

O Presidente russo Vladmir Putine ,conversou por telefone com Benyamin Netanyhau e pediu à este último,para evitar a escalada.