rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

PAIGC Carlos Gomes Júnior Domingos Simões Pereira Congresso

Publicado a • Modificado a

Contagem decrescente para Congresso do PAIGC

media
Sede do PAIGC em Bissau com tela representando o fundador, Amílcar Cabral. Foto : AFP)

Na Guiné-Bissau o bureau político e o comité central do PAIGC, partido mais votado nas últimas eleições, estiveram reunidos hoje na capital. Uma força política que tem congresso agendado para o final do mês.


Segundo as nossas fontes que estão a presenciar a reunião do Comité Central, principal órgão de decisão entre os congressos do PAIGC, o pedido de Carlos Gomes Júnior para tomar parte como delegado no próximo congresso do partido, não será debatido.

Esta é a última reunião do Comité Central antes do congresso que deve arrancar no próximo dia 30 para decorrer até 04 de fevereiro. Ou seja, tudo aponta para que Carlos Gomes Júnior, que liderou o PAIGC durante 12 anos, fique de fora no congresso pelo menos enquanto delegado.

Carlos Gomes Júnior teria mesmo seguido viagem esta quinta-feira de regresso a Lisboa, devendo retornar a Bissau antes do congresso.

Num outro registo, de assinalar que o embaixador dos Estados Unidos de América, Tulinanbo Musinghi, exortou os líderes políticos guineenses a chegarem a um entendimento para acabar com o impasse no país.

Segundo disse, esse entendimento passa pela nomeação de uma figura de consenso para primeiro-ministro de um governo a ser integrado por todos.

Os Estados Unidos apoiariam qualquer figura que for nomeada, desde que mereça o consenso de todas as partes.

Na Guiné-Bissau, a expectativa é enorme com todos a questionarem quando é que o Presidente José Mario Vaz publicará o decreto que vai anunciar o nome do novo primeiro-ministro.

Confira aqui a crónica de Mussá Baldé em Bissau.

Correspondência de Bissau 25/01/2018 ouvir